Meu perfil
BRASIL, Nordeste, JOAO PESSOA, BRISAMAR, Homem, Portuguese, English, Livros, Informática e Internet



Arquivos

Votação
 Dê uma nota para meu blog

Outros links
 Siga-me no Twitter
 Grupo Paraíbas
 Azougue
 Blog do Borjão(CE)
 Blog do Samuel Júnior
 Músicas Anos 80
 Músicas do seu aniversário
 1001 CDs para ouvir
 Saudade FM - Boas músicas
 Saite de linques úteis
 " target="_blank">Time
 Blospot




Blog de Mário Negócio
 


2014,quinta-feira,26,junho  lua  minguante
Dia da Aviação de Busca e Salvamento
Zepper-BK 117-C2-(EC145)-SchweizerischeRettungsflugwacht.jpg
Helicóptero suíço de resgate (modelo EC-145) em operação de busca e salvamento.
O Esquadrão Pelicano operou de 1958 a 1981 os aviões bimotores anfíbios Grumman G-64 Albatroz. Esses aviões receberam as designações U-16, M-16, S-16 e SA-16 ao longo de sua longa e distinta carreira na FAB. O SA-16, matrícula 6529, encontra-se atualmente preservado no Museu Aeroespacial. Por um breve período, o Esquadrão utilizou os P-95 Bandeirante Patrulha, passando então a utilizar uma versão específica para SAR do EMBRAER Bandeirante, conhecida por SC-95B. Os helicópteros são aeronaves bastante úteis nas missões SAR, e o 2º/10º GAV empregou os Sikorski S-55 SH-19D até 1970, quando foram substituídos pelos Bell 205D SH-1D.
Atualmente, é utilizado o modelo Bell 205H UH-1H. Bell SH-1D (via N.L. Senandes) Na execução de sua atividade, o Pelicano mantém em alerta suas equipagens, 24 horas por dia, prontas para saírem em missões onde não há margem para erros - pois vidas humanas estão em jogo. Treinadas exaustivamente, suas tripulações estão dispostas a se arriscarem, sempre que houver a mais remota possibilidade de salvamento das vítimas de acidentes.
O dia 26 de junho é comemorado como o Dia da Aviação de Busca e Salvamento pela FAB. Naquele dia, no ano de 1967, a tripulação do SA-16 6539 do 2º/10º GAV, localizou cinco sobreviventes junto aos destroços do avião C-47 2068, após onze dias de incessantes buscas, nas quais todo o efetivo do Esquadrão Pelicano foi engajado, contando ainda com o concurso de outras 33 aeronaves pertencentes a outras unidades da FAB.
Dentre as inúmeras missões efetuadas pelo 2º/10º GAV, destacam-se as de auxílio às vitimas do terremoto no Peru, em 1970; ajuda às populações de Tubarão-SC e Florianópolis-SC, durante as enchentes de 1971 e 1973, respectivamente; a busca da aeronave da VARIG acidentada em 1989, em meio à selva amazônica; salvamento no mar de quatro tripulantes de um avião monomotor Cessna, o qual naugrafou ao largo da costa sul-brasileira; busca de sobreviventes do naufrágio do veleiro Nagô, ao largo do litoral catarinense, em 1995; busca dos sete tripulantes do barco pesqueiro Verde Vale II, localizados em um bote à deriva nas águas geladas no litoral rio-grandense, realizada com o auxílio de aeronaves F-5E do 1º/14º GAV e C-95 do 5º ETA.
São missões onde a abnegação e o desprendimento de suas tripulações ressaltam em meio à alegria e à satisfação do resgate e também muitas vezes, infelizmente, à tristeza de nada mais poderem fazer. Em 1943, na antiga Escola de Aeronáutica do Campo dos Afonsos, surge a figura ímpar de Achile Garcia Charles Astor, instrutor de ginástica acrobática e pára-quedismo aos cadetes da Aeronáutica, sendo o responsável pela introdução de tal modalidade em nosso País. Nessa época, Charles Astor contava com a colaboração de um grupo de militares da FAB, porém com formação civil de pára-quedismo no Aeroclube do Brasil. Esse esporte foi ganhando adeptos e atraindo a atenção dos cadetes, que o admiravam pelas façanhas que fazia ao saltar das asas das aeronaves, utilizando-se de um pára-quedas confeccionado por ele mesmo.
Tendo em vista a utilização mundial dessa modalidade na segurança e na prevenção de acidentes aeronáuticos, a então Diretoria de Rotas Aéreas - DR (atual DEPV), iniciou estudos para a criação de um segmento com essa responsabilidade na Força Aérea, ou seja, de uma maneira direta a criação do PARA-SAR. Assim, por iniciativa de tal Diretoria, um grupo de voluntários se reuniu nas instalações da antiga Escola de Aviação Militar e passou a atuar em acidentes e em diversas situações especiais.
Essa experiência proporcionou que em 02 de setembro de 1963, fosse criada a 1ª Esquadrilha Aeroterrestre de Salvamento. O nome PARA-SAR, apesar de ter nascido bem antes da própria Esquadrilha, nunca chegou a ser o nome oficial da Unidade, sendo, porém, a designação mais antiga e tradicional do pára-quedista operacional em salvamento e resgate da Força Aérea. Em 20 de novembro de 1973, a Esquadrilha é extinta, sendo criado o Esquadrão Aeroterrestre de Salvamento - EAS, com a incumbência de realizar a formação dos pára-quedistas da FAB, a instrução e o adestramento das Equipes de Resgate dos Esquadrões de Helicópteros, a instrução de salto semi-automático dos cadetes e o cumprimento de inúmeras missões especiais. Um PARA-SAR é o militar brevetado como pára-quedista militar e que, após concluir um curso de especialização, está habilitado a desempenhar missões de salvamento e resgate. Ele é treinado em montanhismo, mergulho, sobrevivência e primeiros-socorros, dentre outros. Seu código - PASTOR. Sempre pronto para o resgate!
Dia do Metrologista
O Comitê Internacional de Pesos e Medidas declarou o dia 20 de maio como o Dia Mundial da Metrologia (World Metrology Day). Isto porque nessa data se comemora a assinatura da Convenção do Metro, ocorrida em maio de 1875. Naquela época, 17 países assinaram a convenção, entre eles, o Brasil. Hoje, trata-se de um acordo entre 48 nações. Em nosso país, comemora-se no dia 26 de junho o Dia do Metrologista, para lembrar a data em que o Sistema Métrico Decimal, oriundo da França e precursor do atual Sistema Internacional de Unidades (SI), foi oficializado no Brasil através da Lei 1.175, assinada pelo Imperador D. Pedro II.
O metrologista é um profissional que pode atuar tanto na área da indústria e da pesquisa quanto na do Sistema Metrológico Nacional ou mesmo em empresas. No âmbito da pesquisa, a metrologia é de extrema importância para se obter informações confiáveis nas investigações científicas. Não podemos esquecer que a maioria das descobertas científicas foram e sempre são fundamentadas em observações de experimentos: parte-se de uma meticulosa medição de grandezas e pequenos efeitos para se chegar a novos princípios, prontamente equacionados.
Na indústria, a metrologia se aplica de maneira mais ampla, uma vez que se mostra essencial para manter sob controle processos produtivos de toda ordem. Ou seja, tem uma forte influência sobre a qualidade final do produto. Também é importante para desenvolver, aperfeiçoar e testar novos produtos. O profissional dessa área pode criar sistemas e processos de medição para serem aplicados no setor e ainda calibrar instrumentos e padrões próprios, visando à excelência na produção. Já os inúmeros laboratórios que prestam serviços de calibração de instrumentos e fazem testes em produtos e em equipamentos, cada vez mais solicitados - por conta das normas da série ISO - vêm se apresentando como um mercado de trabalho que se expande cada vez mais.


Escrito por mnegocio às 07h44
[] [envie esta mensagem
] []





Dia Internacional do Combate às Drogas
Por que proibir o consumo das drogas que alteram a consciência?
Droga (do francês drogue, 'ingrediente de tintura ou de substância química e farmacêutica', de origem controversa; provavelmente derivado do neerlandês droge vate, tonéis secos, de onde, por substantivação, droge passou a designar o conteúdo, o 'produto seco'; ou do árabe dúrawá, 'bala de trigo'[1]), em seu sentido original, é um termo que abrange uma grande quantidade de substâncias - desde o carvão vegetal à aspirina.
Em medicina, refere-se a qualquer substância com o potencial de prevenir ou curar doenças ou aumentar o bem-estar físico ou mental; em [farmacologia]], refere-se a qualquer agente químico que altera os processos bioquímicos e fisiológicos de tecidos ou organismos. Portanto, droga é uma substância que é, ou pode ser, incluída numa farmacopéia.[2]
Dia Nacional do Volêi
Um jogo de voleibol Itália vs Rússia.
Voleibol (chamado frequentemente no Brasil de Vôlei e em Portugal de Vólei) é um desporto praticado numa quadra dividida em duas partes por uma rede, possuindo duas equipes de seis jogadores em cada lado. O objetivo da modalidade é fazer passar a bola sobre a rede de modo a que esta toque no chão dentro da quadra adversária, ao mesmo tempo que se evita que os adversários consigam fazer o mesmo. O voleibol é um desporto olímpico, regulado pela Fédération Internationale de Volleyball (FIVB).
Dia do Detetive Particular (SP)
Dia da Imprensa Alternativa (RJ)


Escrito por mnegocio às 07h41
[] [envie esta mensagem
] []





Aniversariantes
1. Pelo aniversário da jornalista Astrid Bakke, apresentadora do programa  'De Olho em Você' , exibido pela TV Master, todas as quartas às 22 horas, pela Net-TV e colunista do "Por Sociedade" no site Wscom. Salve a amiga!
Astrid Bakke
2. Abraços e felicitações para Heriberto Vasconcelos, empresário natalense. Heri terá que se desdobrar em mil para atender  as manifestações de carinho que será alvo.
3. Vivas ao preclaro advogado Gilvan Freire, "homo sapiens" da política paraibana.
3. Congratulações à Tatiana Petrucci Negócio, "personal trainer", pelo dia do Professor de Educação Física.

1892 - Pearl S. Buck escritora americana.

1904 - Peter Lorre ator

1933 - Claudio Abbado maestro, em 1988, criou em Viena o festival de música

1942 - Gilberto Gil cantor e compositor tropicalista (Tropicália).

1970 - Chris O´Donnell ator americano. Participou do filme ´Batman e Robin´ no papel de Robin.

1984 - Luiza Possi Cantora

1942 - Gilberto Gil, Gilberto Passos Gil Moreira (Salvador,1 26 de junho de 1942) é um músico e político brasileiro.
Vídeo
Gilberto Gil - Não Chore Mais (No Woman, No Cry-BOB MARLEY)
Gilberto Gil Estudio 1979 - Back in Bahia / Aquele abraço
Morte
Silvinha
Sylvinha ao lado do marido, Eduardo Araújo
Silvinha e o marido Eduardo Araújo
A cantora Sylvinha Araújo, da Jovem Guarda, morreu na noite desta quarta-feira (25) em São Paulo, aos 56 anos, devido a complicações de um câncer de mama.
De acordo com a assessoria de imprensa do Hospital Nove de Julho, a cantora estava internada desde o dia 4 deste mês.
Sylvinha nasceu em Mariana, Minas Gerais, em 16 de setembro de 1951. Ela era casada com o cantor Eduardo Araújo e deixa dois filhos.
Silvinha surgiu no cenário nacional junto com o pessoal da Jovem Guarda, e durante algum tempo foi considerada a Rita Pavone brasileira. Cantora desde pequena, em Mariana, Minas Gerais, deixou sua cidade natal para brilhar, já aos 14 anos, nos palcos da TV Excelsior. No ano seguinte passou a cantar no programa de Eduardo Araújo, “O Bom”, que em pouco tempo deixou de ser colega de trabalho e tornou-se seu marido.
Depois de alguns anos afastada dos palcos, Silvinha começou a fazer algumas vocalizações e backing vocals em jingles e discos, mas sem maiores pretensões, até que certo dia em 1978, a cantora que deveria gravar uma peça faltou. Silvinha foi chamada e arrasou. A partir de então, passou a ser uma das cantoras mais requisitadas para gravação de jingles.
Durante mais de 20 anos tornou-se uma estrela dentro dos estúdios e certamente a voz mais ouvida no Brasil em campanhas para Mc Donald´s, Coca-Cola, Unibanco, Varig, entre milhares de outras. É só pensar em uma campanha de um grande anunciante, que a voz da Silvinha estará lá.
Seu efeito shake é inconfundível. O que ela faz com a voz é inacreditável. Não é a toa que Silvinha chegou a gravar seis jingles diferentes por dia.
Eu a conheci em junho de 1993 na extinta produtora Cardan, e acompanhei diversas gravações suas. Ela é realmente incrível. Pega uma música inteiramente nova, com uma letra dificílima, e em 5 minutos está dentro do estúdio gravando com um profissionalismo e uma afinação de quem conhece a melodia há anos.(Fábio Dias)
Nesse período, Silvinha participava do 4 x 4, um conjunto vocal criado pelo genial Edgard Gianullo, e que contava ainda com Ângela Márcia e Faud Salomão, todos cantores de jingles. Quando os quatro se juntavam era sensacional. Além dos clássicos da música brasileira e internacional o quarteto gravou incontáveis jingles, para campanhas como Credicard, fermento Royal, gelatina Royal e vários outros.
Há alguns anos Silvinha se afastou da publicidade e tem se dedicado, junto com o marido Eduardo à sua gravadora, a Number One e em 2001 lançou o CD Suave é a Noite, repleto de músicas românticas e participações especiais. Silvinha tem feito diversos shows divulgando seu disco. Quem sabe agora o Brasil passa a reconhecer essa excelente cantora que o mercado publicitário perdeu.(Clube do Jingle)
Sílvia Maria Vieira Peixoto Araújo (Mariana, 16 de setembro de 1951 — São Paulo, 25 de junho de 2008), mais conhecida como Sylvinha Araújo, foi uma cantora e compositora brasileira.
Sylvinha, durante apresentação na TV Século 21, em janeiro de 2008
Seu primeiro disco foi em 1967… Compacto simples:
1 Feitiço de brôto...
2 Vou botar pra quebrar
Vídeos
Silvinha - Suave é a noite
Lembranças em vídeo da Sylvinha
Ave Maria no morro(Heivelto Martins) com Sylvinha e Eduardo Araújo


Escrito por mnegocio às 07h40
[] [envie esta mensagem
] []





2014,quarta-feira,25,junho  lua minguante
.
Dia do Imigrante
O Memorial do Imigrante, através de seu Núcleo de Estudos e Tradições e, contando com a participação de algumas comunidades imigrantes, promoveu novamente a Festa do Imigrante, na sua quarta edição, mostrando que as tradições estão vivas enquanto houver interesse, tanto do poder público quanto dos descendentes pelas culturas que modificaram a língua, a cozinha, os hábitos e a própria História e o cotidiano em São Paulo.
Imigrantes
A expressão mais vistosa dessas culturas são as danças e as músicas, muitas vezes com convergências de temáticas e estilos, não importando a distância entre um povo e outro. Desta forma, as yodlers (cantos à capela, sem acompanhamento de instrumentos, comum nos Alpes) têm um similar nas vocalizações de alguns árabes; os sapateados do flamenco espanhol podem ser comparados aos dos irlandeses, guardando as diferenças para os ritmos musicais. As coreografias de colheita dos povos ligados à terra, como camponeses e pastores, é geralmente coletiva, com os bailarinos distribuídos em pares, com as mãos dadas ou nos ombros dos vizinhos e dançando em torno de um centro imaginário (podemos considerar como um imaginário centro da coletividade).
Isso ocorre em vários lugares, sejam nos vales do rio Jordão em Israel, nas vilas portuguesas, nas colinas da Grécia ou nas estepes russas. Manter essas tradições para os descendentes, sem um contato com os lugares originais ou imersos na cultura desses povos, é algo muito difícil numa cidade como São Paulo, com sua urbanização esmagadora e homogeneização das práticas sociais. Está nesse aspecto a importância do Memorial do Imigrante, abrindo espaços para estas práticas culturais, onde as comunidades sabem que estarão sendo apreciados aspectos de suas culturas ancestrais pela sua importância na formação enquanto povo ou nação, e não só pelo esdrúxulo ou pelo exotismo.
Tratando esta atividade com o devido respeito o Memorial do Imigrante consegue atrair para si uma credibilidade e torna–se um centro de referências e informações, quando não de reencontro e congraçamento. A cada ano que passa são adicionados novos grupos, que tomando contato com outros mais antigos acabam por trocar informações e experiências, descobrindo novos espaços para a expressão de suas habilidades e artes. Os grupos que se apresentaram foram:
Grupo Folclórico Santa Marta dos Navegantes – quase todas as nossas tradições e costumes, como brasileiros, vem de Portugal, mas o detalhe mais importante é a língua, embora o sotaque e as anedotas façam parte deste folclore com nossos irmãos portugueses.
Grupo de Danças Zrinyi – surgiu a partir do desejo dos jovens da comunidade húngara de preservar a cultura e o folclore de seu país de origem, em agosto de 1981. Divulgar estes conhecimentos sempre levando para o palco coreografias autênticas, combinadas com variados trajes típicos trazidos dos vilarejos onde, até hoje, são usados em algumas ocasiões festivas. Desde a sua fundação, o grupo sempre se preocupou em adquirir conhecimentos das fontes mais genuínas possíveis, por isso recebe freqüentemente a visita de coreógrafos húngaros de renome para aperfeiçoar ainda mais as danças de algumas regiões da Hungria.
Grupo de Danças Folclóricas Troyka – a idéia nasceu no final da década de 70, quando um grupo de crianças, descendentes de imigrantes russos e eslavos, sob a orientação de seus pais, resolveram reviver o folclore de seu país de origem. Os jovens, tornaram–se adultos e decidiram ter como linha mestra a divulgação das músicas e danças folclóricas russas. Legado deixado por seus antepassados que emigraram para o Brasil. Grupo de Danças Rambynas – o grupo foi fundado em 1988, com a finalidade de manter e divulgar a cultura lituana através de suas danças. Sua atuação não está restrita apenas a sua comunidade, mas também, em festivais e comemorações organizadas por outras nações, como a Expoflora (Holambra), o Festival Internacional de Folclore, organizado pela colônia japonesa, etc. E, apesar de ser um conjunto novo, participará no próximo ano do XI Festival de Danças Folclóricas Lituanas que ocorrerá em Toronto, no Canadá.
Grupo de Danças do Colégio Miguel de Cervantes – o grupo foi criado em 1982, tendo como objetivo principal oferecer a todos os que estudam no colégio a oportunidade de conhecer e vivenciar a cultura e as tradições da Espanha, através de suas músicas e danças. Dirigido pela profa. Laureana Rosario de la Iglesia Alonso, conta com mais de 270 alunos de pré–escola até o colegial e também ex–alunas. Tem se apresentado com grande êxito nas festas e eventos do próprio Colégio, em eventos da comunidade espanhola, em outros colégios, clubes e festas beneficentes.
Grupo de Danças A Hebraica – o grupo busca resgatar as tradições culturais judaicas, às vezes, incorporando uma linguagem mais moderna às diferentes coreografias apresentadas.
Grupo de Danças Okinawa Kenjin do Brasil – o Kyukyu Koku Matsuri Taikô surgiu em Okinawa a partir da influência da dança típica denominada Eissá. Baseia–se nas combinações das batidas de um instrumento musical chamado Taikô (tambor). Atualmente a nova geração do Taikô cria combinações musicais influenciadas pela dance music. Juntamente com a música (tocada em Shamissen) acompanhada pelos sons do Taikô é apresentada uma dança que expressa o significado da letra musical. Hoje, essa dança rítmica e sincronizada já chegou ao nosso país e representa um patrimônio cultural de Okinawa.
Grupo de Danças Edelweiss – foi fundado em 1979 por jovens teuto–descendentes interessados em divulgar a cultura alemã, através da promoção de festas típicas e, principalmente, da divulgação de danças folclóricas antigas e atuais da Alemanha e da Áustria. As danças apresentadas, algumas com mais de 100 anos, representam o dia–a–dia das pessoas de várias regiões: a dança do ferreiro, a dança das fitas, a dança dos bancos, a dança do rapé, além de quadrilhas, polkas, mazurcas, valsas, etc.
Grupo de Danças Kyiv – constituído por descendentes de imigrantes ucranianos, o grupo foi criado na década de 60, com o objetivo de divulgar o folclore e as tradições culturais daquele país.
Grupo de Danças La Bell’Itália – com o objetivo de transmitir o folclore e as tradições culturais da Itália, divulgando através da música e da dança um dos mais vibrantes folclores do mundo, o grupo surgiu em 1991 e faz parte do Circolo Sociale Calabrese di San Paolo. Os componentes se especializaram em danças regionais populares do Norte e do Sul da Itália, sendo as tarantelas (calabresas, sicilianas e napolitanas) as músicas mais solicitadas. Através da dança sempre alegre e contagiante, o grupo mostra a riqueza da tradição cultural italiana e procura preservar a cultura de seus antepassados.


Escrito por mnegocio às 16h56
[] [envie esta mensagem
] []





Aniversariantes
1916 - Aniversariando Dona Otaciana Cavalcante de Oliveira, mãe do radialista Cardivando, que apresenta o programa radiofônico Bom Dia Paraíba, na Rádio Sanhauá, 1280(AM), todas as manhãs, das 05:00 às 08:00 da manhã. Meus parabéns e respeitos.

1903 - George Orwell, escritor inglês.

1924 - Sidney Lumet, Cineasta que dirigiu, entre outros sucessos de Hollywood, "Um Dia de Cão", com Al Pacino, "Rede de Intrigas", "O Veredicto" e a refilmagem de "Gloria", com Sharon Stone.

1945 - Carly Simon, cantora.

1954 - Luiz Carlos Vasconcelos, Ator brasileiro.

1962 - Bussunda, Foi um humorista membro do programa de TV Casseta & Planeta, Urgente!.

1963 - George Michael, Cantor pop americano. Entre seus maiores sucessos estão as músicas "Careless Whisper", seu primeiro hit, "I Want Your Sex" e "Freedom".

1977 - Fernanda Lima, apresentadora brasileira.

1852 - Antoni Gaudí i Cornet (Reus ou Riudoms, 25 de junho de 1852 — Barcelona, 10 de junho de 1926) foi um arquiteto catalão e figura de ponta do Modernismo catalão. As obras de Gaudi revelam um estilo único e individual e estão na sua maioria concentradas na cidade de Barcelona.
O templo da Sagrada Família, considerada a obra-prima de Gaudí
Casa Batlló: Edifício situado no nº 43 do Paseo de Grácia, na chamada Ilha da Discórdia, num bairro modernista da cidade de Barcelona. Foi construída no período 1875 a 1877.
Homenagem do Google ao 161º aniversário de Gaudi
Veja mais obras do arquiteto homenageado pelo Google
Mortes
1962 - Alberto da Veiga Guignard(Nova Friburgo, 25 de fevereiro de 1896 — Belo Horizonte, 25 de junho de 1962) foi um pintor brasileiro que ficou famoso por retratar paisagens mineiras.
Guignard
Guignard ensinou: "Sem exercício, boa vontade e tenacidade, nada se faz "
Quando morreu, em 25 de junho de 1962, Alberto da Veiga Guignard vendia seus quadros para pagar contas de bares. Era alcoólatra. Muitas vezes, precisou ser carregado para a casa pelos amigos.
Nascido em Nova Friburgo, no Rio de Janeiro, em 25 de fevereiro de 1896,  Guignard nasceu com uma abertura total entre a boca, o nariz e o palato(
lábio leporino), causando horror e compaixão aos seus pais. Ainda adolescente, seguiu com sua família para a Europa onde cursou as academias de Arte de Florença e Munique e foi influenciado pelo expressionismo.
Em 1929, voltou ao Brasil. Participou do Salão Revolucionário; Dizia-se um pintor moderno, mas não era um modernista. Nessa época sua arte estava marcada pelo rigoroso aprendizado europeu e pelo desenho impecável. Em 1944, A convite de Juscelino Kubitschek, prefeito de Belo Horizonte na época, mudou-se para Minas para ministrar cursos de pintura. Ao registrar as paisagens bucólicas da vida mineira, Guignard recria a aura religiosa e saudosista que envolve as montanhas das cidades barrocas. Foi como paisagista que atingiu seu apogeu, mas criou também naturezas-mortas e importantes retratos. Sobre seu trabalho dizia:

"Minha profissão como artista requereu muito exercício, boa vontade e principalmente uma grande tenacidade. Sem isto nada se faz".
Visita virtual ao Museu Casa Guignard
1985 - Rossini Pinto(Ponte de Itabapoana, 24 de janeiro de 1937 — Rio de Janeiro, 25 de junho de 1985) foi um cantor, compositor, tradutor e produtor musical brasileiro. Um dos mais importantes nomes da Jovem Guarda, ajudou a consagrar vários dos artistas do movimento, entre os quais Roberto Carlos e Erasmo Carlos, com composições próprias e versões em português do rock britânico e americano.
Vídeos
Amor e desprezo
1997 - Jacques-Yves Cousteau
Nasceu emSaint André de Cubzac, em 11 de Junho de 1910 e morreu em Paris a 25 de Junho de 1997) foi um oficial da marinha francesa, um dos inventores, juntamente com Émile Gagnan, do aqualung, o equipamento de mergulho autônomo que substituiu os pesados escafandros, e também participou como piloto de testes da criação de aparelhos de ultra-som para levantamentos geológicos do relevo submarino e de equipamentos fotocinematográficos para trabalhos em grandes profundidades.
Jacques-Yves Cousteau.jpg
Jacques-Yves Cousteau em 1976
Suas atividades como mergulhador e pesquisador recebem inúmeras acusações de agregarem pesquisas para o fornecimento de informações privilegiadas para CIA sobre terreno, fauna e flora dos locais visitados, principalmente da Amazônia.
Ele consquistou o Oscar em 1956 com o documentário O mundo silencioso, filmado no Mediterrâneo e no Mar Vermelho. Mas o próprio Cousteau confessa que, em seus primeiros filmes, não tinha nenhum tipo de preocupação ecológica. Golfinhos eram mortos e usados como iscas para conseguir melhores imagens de tubarões. No total, foram quatro longas-metragens e setenta documentários para a televisão.
Em 1965, Cousteau criou uma casa submarina onde seis pessoas viveram por um mês a cem metros de profundidade.


Escrito por mnegocio às 16h51
[] [envie esta mensagem
] []





2014,terça-feira,24,junho    lua minguante
Fogueira de São João
Midsummer bonfire.jpg
São João em Mäntsälä, Finlândia.
Viva São João
 
      
 

      
 
      
 
Natividade de São João Batista
João Batista foi predestinado a servir o senhor desde o ventre de sua mãe, o profeta assume que “Foi em vão que padeci, foi em vão que gastei minhas forças. Todavia, meu direito estava nas mãos do Senhor, e no meu Deus estava depositada a minha recompensa” pois Deus sempre ama seus filhos e cuida para que cada um siga o melhor caminho.
“Não basta que sejas meu servo para restaurar as tribos de Jacó e reconduzir os fugitivos de Israel; vou fazer de ti a luz das nações, para propagar minha salvação até os confins do mundo. - Palavra do Senhor”.Isaías 1, 6.
São João
Ficheiro:Guido Reni 040.jpg
São João Baptista, por Guido Reni.
A Bíblia nos diz que Isabel era prima e muito amiga de Maria, e elas tinham o costume de visitarem-se. Uma dessas ocasiões foi quando já estava grávida: "Quando Isabel ouviu a saudação de Maria, a criança lhe estremeceu no ventre, e Isabel ficou repleta do Espírito Santo" (Lc 1,41). Ainda no ventre da mãe, João faz uma reverência e reconhece a presença do Cristo Jesus. Na despedida, as primas combinam que o nascimento de João seria sinalizado com uma fogueira, para que Maria pudesse ir ajudar a prima depois do parto.
Assim os evangelistas apresentam com todo rigor a figura de João como precursor do Messias, cujo dia do nascimento é também chamado de "Aurora da Salvação". É o único santo, além de Nossa Senhora, em que se festeja o nascimento, porque a Igreja vê nele a preanunciação do Natal de Cristo.
Ele era um filho muito desejado por seus pais, Isabel e Zacarias, ela estéril e ele mudo, ambos de estirpe sacerdotal e já com idade bem avançada. Isabel haveria de dar à luz um menino, o qual deveria receber o nome de João, que significa "Deus é propício". Assim foi avisado Zacarias pelo anjo Gabriel.
Conforme a indicação de Lucas, Isabel estava no sexto mês de gestação de João, que foi fixado pela Igreja três meses após a Anunciação de Maria e seis meses antes do Natal de Jesus. O sobrinho da Virgem Maria foi o último profeta e o primeiro apóstolo. "É mais que profeta, disse ainda Jesus. É dele que está escrito: eis que envio o meu mensageiro à tua frente; ele preparará o teu caminho diante de ti". Ou seja, o primo João inicia sua missão alguns anos antes de Jesus iniciar a sua própria missão terrestre.
Lucas também fala a respeito da infância de João: o menino foi crescendo e fortificando-se em espírito e viveu nos desertos até o dia em que se apresentou diante de Israel.
Com palavras firmes, pregava a conversão e a necessidade do batismo de penitência. Anunciava a vinda do messias prometido e esperado, enquanto de si mesmo deu este testemunho: "Eu sou a voz do que clama no deserto: Endireitarei o caminho do Senhor..." Aos que o confundiam com Jesus, afirmava com humildade: "Eu não sou o Cristo". e "Não sou digno de desatar a correia de sua sandália". Sua originalidade era o convite a receber a ablução com água no rio Jordão, prática chamada batismo. Por isso o seu apelido de Batista.
João Batista teve a grande missão de batizar o próprio Cristo. Ele apresentou oficialmente Cristo ao povo como Messias com estas palavras: "Eis o Cordeiro de Deus que tira os pecados do mundo... Ele vos batizará com o Espírito Santo e com o fogo".
Jesus, falando de João Batista, tece-lhe o maior elogio registrado na Bíblia: "Jamais surgiu entre os nascidos de mulher alguém maior do que João Batista. Contudo o menor no Reino de Deus é maior do que ele".
Ele morreu degolado no governo do rei Herodes Antipas, por defender a moralidade e os bons costumes. O seu martírio é celebrado em 29 de agosto, com outra veneração litúrgica.
São João Batista é um dos santos mais populares em todo o mundo cristão. A sua festa é muito alegre e até folclórica. Com muita música e danças, o ponto central é a fogueira, lembrando aquela primeira feita por seus pais para comunicar o seu nascimento: anel de ligação entre a antiga e a nova aliança.


Escrito por mnegocio às 09h10
[] [envie esta mensagem
] []





São João
São João
Outro santo muito comemorado no mês de junho é São João. Esse santo é o responsável pelo título de "santo festeiro", por isso, no dia 24 de junho, dia do seu nascimento, as festas são recheadas de muita dança, em especial o forró.
No Nordeste do País, existem muitas festas em homenagem a São João, que também é conhecido como protetor dos casados e enfermos, principalmente no que se refere a dores de cabeça e de garganta.
Alguns símbolos são conhecidos por remeterem ao nascimento de São João, como a fogueira, o mastro, os fogos, a capelinha, a palha e o manjericão.
Existe uma lenda que diz que os fogos de artifício soltados no dia 24 são "para acordar São João". A tradição acrescenta que ele adormece no seu dia, pois, se ficasse acordado vendo as fogueiras que são acesas em sua homenagem, não resistiria e desceria à terra.
As fogueiras dedicadas a esse santo têm forma de uma pirâmide com a base arredondada.
O levantamento do mastro de São João se dá no anoitecer da véspera do dia 24. O mastro, composto por uma madeira resistente, roliça, uniforme e lisa, carrega uma bandeira que pode ter dois formatos, em triângulo com a imagem dos três santos, São João, Santo Antônio e São Pedro; ou em forma de caixa, com apenas a figura de São João do carneirinho. A bandeira é colocada no topo do mastro.
O responsável pelo mastro, que é chamado de "capitão" deve, juntamente com o "alferes da bandeira", responsável pela mesma, sair da véspera do dia em direção ao local onde será levantado o mastro.
Contra a tradição que a bandeira deve ser colocada por uma criança que lembre as feições do santo.
O levantamento é acompanhado pelos devotos e por um padre que realiza as orações e benze o mastro.
Uma outra tradição muito comum é a lavagem do santo, que é feita por seu padrinho, pessoa que está pagando por alguma graça alcançada.
A lavagem geralmente é feita à meia-noite da véspera do dia 24 em um rio, riacho, lagoa ou córrego. O padrinho recebe da madrinha a imagem do santo e lava-o com uma cuia, caneca ou concha. Depois da lavagem , o padrinho entrega a imagem à madrinha que a seca com uma toalha de linho.
Durante a lavagem é comum lavar os pés, rosto e mãos dos santos com o intuito de proteção, porém, diz a tradição que se alguma pessoa olhar a imagem de São João refletida na água iluminada pelas velas da procissão, não estará vivo para a procissão do ano seguinte.
A origem da Festa Junina no Brasil e suas influências
Junho é o mês de São João, Santo Antônio e São Pedro. Por isso, as festas que acontecem em todo o mês de junho são chamadas de "Festa Joanina", especialmente em homenagem a São João.
O nome joanina teve origem, segundo alguns historiadores, nos países europeus católicos no século IV. Quando chegou ao Brasil foi modificado para junina. Trazida pelos portugueses, logo foi incorporada aos costumes dos povos indígenas e negros.
A influência brasileira na tradição da festa pode ser percebida na alimentação, quando foram introduzidos o aipim (mandioca), milho, jenipapo, o leite de coco e também nos costumes, como o forró, o boi-bumbá, a quadrilha e o tambor-de-crioula. Mas não foi somente a influência brasileira que permaneceu nas comemorações juninas. Os franceses, por exemplo, acrescentaram à quadrilha, passos e marcações inspirados na dança da nobreza européia. Já os fogos de artifício, que tanto embelezam a festa, foram trazidos pelos chineses.
A dança-de-fitas, bastante comum no sul do Brasil, é originária de Portugal e da Espanha.
Para os católicos, a fogueira, que é maior símbolo das comemorações juninas, tem suas raízes em um trato feito pelas primas Isabel e Maria. Para avisar Maria sobre o nascimento de São João Batista e assim ter seu auxílio após o parto, Isabel acendeu uma fogueira sobre o monte.
No Nordeste do país, existe uma tradição que manda que os festeiros visitem em grupos todas as casas onde sejam bem-vindos levando alegria. Os donos das casas, em contrapartida, mantêm uma mesa farta de bebidas e comidas típicas para servir os grupos. Os festeiros acreditam que o costume é uma maneira de integrar as pessoas da cidade. Essa tradição tem sido substituída por uma grande festa que reúne toda a comunidade em volta dos palcos onde prevalecem os estilos tradicionais e mecânicos do forró.
Assim surgiu a Festa de São João
Dizem que Santa Isabel era muito amiga de Nossa Senhora e, por isso, costumavam visitar-se.
Uma tarde, Santa Isabel foi à casa de Nossa Senhora e aproveitou para contar-lhe que, dentro de algum tempo, iria nascer seu filho, que se chamaria João Batista.
Nossa Senhora, então, perguntou-lhe:
- Como poderei saber do nascimento do garoto?
- Acenderei uma fogueira bem grande; assim você de longe poderá vê-la e saberá que Joãozinho nasceu. Mandarei, também, erguer um mastro, com uma boneca sobre ele.
Santa Isabel cumpriu a promessa.
Um dia, Nossa Senhora viu, ao longe, uma fumacinha e depois umas chamas bem vermelhas. Dirigiu-se para a casa de Isabel e encontrou o menino João Batista, que mais tarde seria um dos santos mais importantes da religião católica. Isso se deu no dia vinte e quatro de junho.
Começou, assim, a ser festejado São João com mastro, e fogueira e outras coisas bonitas como: foguetes, balões, danças, etc…
Na Festa de São João existe o costume de acender a fogueira, imagem em que a luz simboliza a sabedoria, a luz interior e o calor do amor, representando o movimento da sabedoria capaz de iluminar o pensamento, aquecendo o coração. 
E, por falar nisso, também gostaria de contar porque existem essas bombas para alegrar os festejos de São João.
Pois bem, antes de São João nascer, seu pai, São Zacarias, andava muito triste, porque não tinha um filhinho para brincar.
Certa vez, apareceu-lhe um anjo de asas coloridas, todo iluminado por uma luz misteriosa e anunciou que Zacarias ia ser pai.
A sua alegria foi tão grande que Zacarias perdeu a voz, emudeceu até o filho nascer.
No dia do nascimento, mostraram-lhe o menino e perguntaram como desejava que se chamasse.
Zacarias fez grande esforço e, por fim, conseguiu dizer:
- João!
Desse instante em diante, Zacarias voltou a falar.
Todos ficaram alegres e foi um barulhão enorme. Eram vivas para todos os lados.
Lá estava o velho Zacarias, olhando, orgulhoso, o filhinho lindo que tinha…
Foi então que inventaram as bombinhas de fazer barulho, tão apreciadas pelas crianças, durante os festejos juninos.
Mais:
Capelinha de melão
autor: João de Barros e Adalberto Ribeiro
Capelinha de melão é de São João.
É de cravo, é de rosa, é de manjericão.
São João está dormindo, não me ouve não.
Acordai, acordai, acordai, João.
Atirei rosas pelo caminho.
A ventania veio e levou.
Tu me fizeste com seus espinhos uma coroa de flor.
Especial Festa Junina | Tradições da Festa Junina/Marcando quadrilha com Mário Zan


Escrito por mnegocio às 09h06
[] [envie esta mensagem
] []





Dia do Vestibulando
Quem já passou por isso sabe, conhece ou pelo menos tem vaga lembrança da angústia, da expectativa, do nervosismo que antecede à entrada na faculdade. Sensações desnecessárias, sem dúvida, mas, infelizmente, inevitáveis e até naturais.
Como não ficar nervoso diante de um mundo novo que ainda não dominamos? No qual estamos prestes a entrar? Dia 24 de maio, comemora-se essa passagem, essa via de acesso à vida profissional que é percorrida pelo vestibulando.
Vestibulando
Comemoramos o vestibulando! Vivendo mais uma etapa na sua trajetória estudantil rumo ao futuro que escolheu. Sim, porque a partir da escolha de uma profissão, estará delimitando o tipo de vida que deseja ter dali para frente. Assim como a escolha da instituição na qual vai ingressar determina o tipo de profissional que será no mercado de trabalho.
Percebe-se, então, que não se trata de um momento qualquer na vida de um adolescente recém-saído do Ensino Médio, de um simples x na letra a ou b. Mas de um período muito importante. Merece, portanto, a devida atenção.
Dia Internacional do Leite
O leite é uma bebida secretada pelos mamíferos, é de cor esbranquiçada e possui a função de nutrir descendentes desses animais. É produzido por células secretoras das glândulas mamárias e tem também ação imunológica para a prole, protegendo-os de micro-organismos, inflamações e toxinas.
Os leites de diferentes animais são ingeridos no mundo todo, desde o leite mais comum, o de vaca, até mesmo os exóticos, como o de búfala. Os leites industrializados podem ser classificados em tipo A, tipo B, tipo C e o leite longa vida, que sofre processo de esterilização diferentemente dos outros tipos, que sofrem processo de pasteurização.
A ingestão do leite é muito importante para a saúde, pois contém proteína de alta qualidade que auxilia na construção dos tecidos, auxiliando na preservação dos músculos, cabelos, unhas e demais partes do corpo. Possui vitaminas como A, B e D, que protegem os olhos, fornecem energia e otimizam a concentração, além de combater a anemia e fortalecer os ossos. Seus minerais favorecem o processo de cicatrização e melhoram o sistema imunológico. Outros benefícios também são verificados, como prevenir doenças neurológicas.
Ingerir leite nas diferentes fases da vida contribui para o desenvolvimento tanto físico quanto intelectual. No caso das crianças até 6 anos de idade, o cálcio presente em sua composição participa na formação dos ossos e dentes. O consumo de leite deve ser mantido para suprir as necessidades minerais do organismo, mesmo depois dessa fase. Na adolescência, ao fortalecer os ossos que estão sendo formados até aproximadamente os 30 anos de idade, o consumo previne a osteoporose no futuro. Depois dos 30 anos de idade há uma perda natural de cálcio e para a manutenção da vida saudável é necessário que a alimentação rica em cálcio permaneça.
Assim, o leite é essencial para a saúde em todas as fases da vida, proporcionando vigor, energia e nutrição. Beba leite!


Escrito por mnegocio às 09h04
[] [envie esta mensagem
] []





Dia Internacional da Ufologia
Ufologia, ou ovnilogia, é o termo que se utiliza para definir a pesquisa e coleta de dados sobre o fenômeno conhecido como Objeto Voador Não Identificado (OVNI, em português, ou UFO - Unidentified Flying Object). Os Ovnis, que desde 1947 ficaram popularmente conhecidos como discos voadores, constituem um fenômeno intrigante. Centenas de milhares de pessoas em todas as partes do mundo alguma vez já viram algo estranho nos céus que não pôde ser explicado como sendo uma aeronave terrestre ou fenômeno natural conhecido.
Disco Voador
A Ufologia moderna tem uma data inauguração: 24 de junho de 1947, uma terça-feira, um dia como outro qualquer para o americano Kenneth Arnold. Arnold era piloto de pequenos aviões e fazia serviços de encomenda. Naquele dia viajava entre as cidades de Chebalis e Yakima, no estado de Washington, nos Estados Unidos. Com 43 anos de idade, casado e pai de de dois filhos, Arnold era um homem conhecido e respeitado em sua cidade, Boise, no vizinho estado de Idaho. Arnold possuía um monomotor e era um especialista em vôos sobre montanhas-- uma necessidade para qualquer piloto que voasse naquela região, já que ali fica a cadeia de montanhas cujo pico é o monte Rainier, com mais de 4.300 metros de altitude, perto da fronteira com o Canadá.
E foi exatamente ali, ao sobrevoar o monte Rainier, que Arnold viu o que os ufólogos chamam de primeiro contato visual com naves extraterrestres em tempos modernos. Segundo Arnold, ao passar sobre as montanhas, ele viu nove objetos em forma de discos se movendo a grande velocidade, bem mais rápido que a velocidade do som -- cerca de 1.200 quilômetros por hora, algo impossível para qualquer avião terráqueo naquela época. O próprio Arnold contou o que viu ao chegar à base -- e, claro, só foi ouvido por ser um piloto experimentado e um homem respeitado: Enquanto voava em direção à Yakima, evolucionei sobre a encosta leste do monte Rainier esperando descobrir os restos de um avião de transporte do Exército, que se extraviara nessa zona. A atmosfera estava clara como cristal e, quando retomei meu rumo, um relâmpago brilhante refletiu-se no interior de minha cabine.
Nesse momento, até onde se sabe, se deu o primeiro avistamento confirmado dos tempos modernos entre um ser humano e uma nave extraterrestre. O próprio Arnold relembra: Intrigado, olhei para trás e vi nove coisas, parecidas com aeronaves, que avançavam em diagonal, como se fossem uma corrente. Por um momento pensei que poderiam ser um novo tipo de avião a jato, mas em seguida descobri que não tinham cauda. Essas coisas desconhecidas voavam tranqüila e rapidamente entre os picos da montanha, com uma velocidade fantástica...
A partir do relato de Arnold - publicado pelos jornais americanos e pesquisado pela Aeronáutica daquele país - surge a palavra UFO, que em inglês é a abreviatura de objeto voador não-identificado. Muito se discutiu sobre o que Arnold realmente viu: a II Guerra havia acabado há pouco e os americanos tinham horror da União Soviética - e, para muitos, aquelas coisas poderiam ser uma arma secreta americana. Outros, ao contrário, afirmavam que tudo fora apenas ilusão de ótica e que Arnold vira o que não viu. E, por fim, uns poucos chegaram a acreditar que aqueles ufos seriam o início de uma futura invasão russa.
Todas essas análises, no entanto, esbarravam em uma realidade: Arnold era um piloto muito experiente e não teria interesse em se tornar conhecido através de um fato desse gênero. Arnold, dessa forma, conhecia muito bem aquela região e era um piloto capaz de não confundir fenômenos atmosféricos - nuvens, formação de tempestades, reflexos - com objetos reais, ainda que desconhecidos. E, por último, as Forças Armadas americanas negaram sempre - naquela época ou hoje em dia - que estivessem pesquisando algum avião em forma de disco. Com tudo isso, e apesar de todas as tentativas do mundo oficial dizer que Arnold mentira, não foi possível comprovar que o piloto na verdade não tinha visto nada de estranho.
Os primeiros testemunhos de avistamentos de objetos não identificados nos céus - e classificados como tal - surgiram durante a Segunda Guerra Mundial. Naquela época, pilotos alemães e norte-americanos não raro encontravam artefatos luminosos na atmosfera, aparentemente perseguindo e observando seus aviões, com manobras incompreensíveis e inconcebíveis para a tecnologia terrestre na época. Foram aviadores da 415ª Esquadra de Caças Noturnos dos Estados Unidos que perpetuaram a expressão Foo-Fighters (bolas de fogo).
Os Foo-Fighters, com altas velocidades e driblando os radares, espalhavam o medo em ambas as partes. Os Aliados acreditavam serem armas alemãs, enquanto a Alemanha acusava serem inventos norte-americanos. A comprovação de que nunca foram armas de Guerra só veio após o término do conflito, quando os Aliados puderam entrar nas bases militares da derrotada Alemanha e lá nada encontraram.
A grande maioria dos ufólogos(como são chamados os pesquisadores do Fenômeno UFO), considera real o início da Era Moderna da Ufologia o período posterior à observação feita pelo piloto civil, Kenneth Arnold, no dia 24 de junho de 1947. Não que avistamentos anteriores não tivessem ocorrido, mas nenhum deles alcançou a repercussão e a divulgação que teve o relato de Arnold. Segundo o piloto, durante um vôo sobre a costa oeste dos Estados Unidos, próximo ao Monte Rainier, à procura de um avião que havia caído, ele viu nove objetos de formato discoidal, com luz própria, e enorme velocidade.
A notícia circulou o mundo todo e o termo disco voador(flying saucer), graças ao jornalista Bill Bequette, firmou-se. Pela grande experiência de Arnold, a possibilidade de um erro de interpretação foi excluída na época. A Ufologia na Antigüidade Hoje, observações assim são bastante comuns. A partir dos relatos contemporâneos, pesquisadores no mundo todo começaram a comparar com circunstâncias descritas nos textos religiosos e no folclore de quase todas as civilizações terrestres. Estas comparações apontam a possibilidade de visitas extraterrestres também no passado remoto. Freqüentemente, textos sagrados e até a Bíblia falam de deuses e seus carros de fogo, rodas metálicas, colunas de fumaça, etc.
Ufologia No Brasil: Em novembro de 1961, foi realizada uma secreta reunião entre astronomos para estimar o nímero de planetas em nossa galáxia com vida inteligente. Os cientistas concluiram que poderia existir de 40 a 50 milhões de civilizações extraterrestres somente na nossa galáxia. Existem crescentes evidencias de que algumas dessas civilizações estejam visitando a Terra. Em 1978, numa pesquisa do GALLUP, 60% dos americanos que expressaram sua opinião disseram que creem em UFOs. Pela pesquisa, quanto maior o nivel de instrução, mais se acredita que os OVINs são verdadeiros.
O ex-presidente dos Estados Unidos, Jimi Carter, em documento oficial, relata sua visão de um OVNI por cerca de 10 minutos: Não podia ter sido planeta, estrela, meteoro ou avião, diz Jimi Carter em uma parte do documento. A aparição de OVNIs não é um fato recente. Veja o relato de um soldado romano do ano 98dc : Um escudo brilhante correu o céu de Roma. Ele lampejou de Oeste para Leste. No dia 30 de setembro de 1870 o Londom Times publicou este artigo: O objeto tinha a forma eliptica com uma cauda. Ele atravessou a lua em 30 segundos. Esta descrisão foi escrita em 216ac. Em Apari, leste de Roma, um escudo foi visto no céu.
Estas descrisões não são fatos isolados. 80 % das descrisões sobre OVNIs diz que eles são objetos em forma de disco de 3 a 10 metros de diamêtro. Mais de 400 casos arquivados de pouso de OVNIs envolvem mais de 1 pessoa vendo o OVNI por mais de um minuto a uma distância inferior a 75 metros. O governo americano e o FBI negam qualquer envolvimento no estudo de OVNIs ate que em 1976 foi levado a publico milhares de paginas relatando investigações secretas do FBI e da Força Aerea norte americana sobre OVNIs. Os distúrbios nos sistemas elétricos dos carros e aviões quando estes avistam um OVNI nos faz supor que estes OVNIs se movem por uma energia eletromagnética.


Escrito por mnegocio às 09h03
[] [envie esta mensagem
] []





Dia do Caboclo(ou mameluco)

Dia do Caboclo
Caboclo Bernardo
Mestiço de branco com índio, ou também designa um mulato de cor acobreada e cabelos corridos.
O caboclo, ou mameluco, tem sua origem na miscigenação da raça branca com a indígena, com predominância da última. O resultado dessa mescla é uma raça forte e bonita.
A miscigenação é o resultado da mistura de povos diferentes; os brasileiros herdaram essa mestiçagem desde a época da colonização. Pode-se dizer que uma quarta parte da população brasileira é descendente de índios e brancos.
O índio amazônico, por seu temperamento dócil, foi facilmente dominado pelo branco colonizador. Como os colonizadores europeus geralmente vinham para o Brasil sozinhos, sem as esposas, as aborígines acabavam por ser alvo de assédio sexual e serviam de matrizes para a criação da raça cabocla.
Esse assédio era tão comum, que o fundador da cidade de Santarém (PA) - um padre chamado João Felipe Betendorf - confinava as índias solteiras em uma espécie de curral, por um período de tempo, sob pretexto religioso, mas o real motivo era protegê-las do colonizador branco.
Ao longo do século XVIII, o europeu percorreu também a região Sul e encontrou muitas tribos indígenas em seu caminho. A miscigenação de brancos e índios foi inevitável.
Com o passar dos anos, o termo "caboclo" passou de étnico-produtivo à social-produtivo por reconhecer como caboclo todo indivíduo que se dedica à economia agrícola de subsistência, seja ele de origem indígena ou não.
De acordo com a Constituição brasileira, todos os seres humanos têm direitos, independentemente de raça, cor ou religião. Infelizmente, esses direitos da cidadania muitas vezes não são respeitados em função de um racismo ainda existente no Brasil. O que se deve lembrar é que todos os brasileiros descendem de "índios e negros" e que seus antepassados foram os responsáveis pela construção do país; portanto, a miscigenação deve ser exaltada e respeitada, pois o povo brasileiro é essa mistura de raças e não há sentido manter o preconceito no país.(Paulinas)
Dia das Empresas Gráficas
Comemorado para marcar a data do nascimento do inventor alemão, Johannes Gutenberg, que veio ao mundo em 24 de junho de 1398 e que entrou para a história mundial, por suas contribuições em prol da modernização da tecnologia da impressão e tipografia.
1398 - Johannes Gutenberg, Johannes Gensfleisch zur Laden zum Gutenberg, ou simplesmente Johannes Gutenberg (Mogúncia, ca. 24 de junho de 1398 — 3 de fevereiro de 1468) foi um inventor e gráfico alemão. Sua invenção do tipo mecânico móvel para impressão começou a Revolução da Imprensa e é amplamente considerado o evento mais importante do período moderno. Teve um papel fundamental no desenvolvimento da Renascença, Reforma e na Revolução Científica e lançou as bases materiais para a moderna economia baseada no conhecimento e a disseminação da aprendizagem em massa.
Gutenberg foi o primeiro no mundo a usar a impressão por tipos móveis, por volta de 1439, e o inventor global da prensa móvel.
Um exemplar da Bíblia de Gutenberg na Biblioteca do Congresso em Wasghington D.C.
Dia Nacional de Combate ao AVC ou Acidente Vascular Cerebral
Comemorado no Brasil com o apoio da ABN - Academia Brasileira de Neurologia.
Dia Nacional da Araucária
Comemorado no Brasil, conforme Decreto de 19/05/2005. A araucária [Araucaria angustifolia (Bertol.) Kuntze 1898] é a espécie arbórea dominante da floresta ombrófila mista, ocorrendo majoritariamente na região Sul do Brasil, mas também sendo encontrada no leste e sul do estado de São Paulo, sul do estado de Minas Gerais, principalmente na Serra da Mantiqueira, na Região Serrana do estado do Rio de Janeiro e em pequenos trechos da Argentina e Paraguai, sendo conhecida por muitos nomes populares, entre eles pinheiro-brasileiro e pinheiro-do-paraná; é também chamada pelo nome de origem indígena, curi. A espécie foi inicialmente descrita como Columbea angustifolia Bertol. 1819.
Sua origem remonta a mais de 200 milhões de anos, quando sua população se disseminava pelo Nordeste brasileiro. Conífera dióica, perenifólia, heliófita, pode atingir alturas de 50m, com um diâmetro de tronco à altura do peito de 2,5 m.
Araucaria-caxias-do-sul.jpg
Dia da Iluminação Elétrica
Comemorado no Brasil, para marcar a data da inauguração do 1º serviço público de iluminação elétrica da América latina, que era constituído de 39 lâmpadas, alimentadas por uma unidade termelétrica a vapor, movida a lenha, acionando três dínamos, com potência de 52KW, sendo inaugurada em 24/06/1883 pelo imperador do Brasil, Dom Pedro II, na cidade brasileira de Campos dos Goytacazes-RJ. (datasdodia.net).
Iluminação elétrica da Rua do Ouvidor
Dia do Quilo
Dia do Papa
Dia Internacional do Leite


Escrito por mnegocio às 08h57
[] [envie esta mensagem
] []





Aniversariantes
1820 - Joaquim Manuel de Macedo(Itaboraí, 24 de junho de 1820 — Rio de Janeiro, 11 de abril de 1882) foi um médico e escritor brasileiro. Autor do romance  A Moreninha, que lhe deu fama e fortuna.
1911 - Juan Manuel Fangio(Balcarce, 24 de junho de 1911 — Buenos Aires, 17 de julho de 1995) foi um automobilista argentino. É um dos maiores nomes da historia deste desporto.
A primeira dama de Natal
Natal, década de 40 - A cidade fervilhava de militares americanos e brasileiros. Aviões, hidroaviões, Catalinas e Jeeps patrulhavam a vida dos natalenses. Instalava-se na cidade a paraibana de Campina Grande, Maria de Oliveira Barros (24/06/1920 - 22/07/1997).
Começava neste ínterim a história da mais conhecida casa de tolerância do estado (do país ou do mundo?).
Entre as movimentações na Ribeira, nas pedidas de Cuba Libre no saguão do Grande Hotel, nas notícias pelas Bocas de Ferro, na Marmita, em Getúlio e em Roosevelt e na nova geração de meio americanos e meio  brasileiros, lá estava Maria Barros enaltecendo-se na Cidade do Natal como a proprietária do melhor (ou maior) cabaré. 
Tornou-se conhecida como Maria Boa. Mesmo com pouco estudo ela despertou o gosto por música, cinema e leitura. O seu "estabelecimento" era o refúgio aos homens da cidade, com residência fixa ou, simplesmente, por passagem por Natal e servia de referência geográfica na cidade.
Jovens, militares e figurões acolhiam-se envoltos as carnes mornas das meninas de Maria Boa. Muitas mães de família tiveram que amargar, em silêncio, a presença de Maria Boa no imaginário de seus maridos em uma época de evidente repressão sexual. Vários fatos envolveram a personagem. Um episódio muito comentado foi a pintura realizada pelos militares em um avião B-25. Um dos mais famosos aviões da 2a Guerra Mundial, os B-25 eram identificadas com cores características de cada Base Aérea. Os anéis de velocidade das máquinas  voadoras da Base Aérea de Salvador eram pintados com a cor verde. Os aviões de Recife, com a cor vermelha, e os de Fortaleza, com a cor azul. Para a Base de Natal foi convencionada a cor amarela. Os responsáveis pela manutenção dos aviões em Natal imaginaram também que deviam ser pintados no nariz do avião, ao lado esquerdo da fuselagem junto ao número de matricula, desenhos artísticos de mulheres em trajes
de praia. Autorizada pelo Parque de Aeronáutica de São Paulo, a idéia foi colocada em prática. Pouco tempo depois, os B-25 de Natal surgiram na pista com caricaturas femininas e alguns até com nomes de mulheres.
Alguns militares da Base escolheram o B-25 (5079), cujo desenho se aproximava mais da imagem de Maria Barros. Outras aeronaves também receberam nomes como "Amigo da Onça" e "Nega Maluca". 
Quem custou a acreditar neste fato foi a própria Maria. Até que alguns tenentes decidiram levá-la até à linha de estacionamento dos B-25 logo após o jantar para não despertar a atenção dos curiosos. Ela constatou
o fato. As lágrimas verteram de seus olhos quando viu à sua frente, pintada ao lado do número 5079, a inscrição "Maria Boa".
O mito "Maria Boa" rendeu trabalhos acadêmicos o de Maria de Fátima de Souza, intitulado: "A época áurea de Maria Boa(Natal-RN 1999)". O trabalho aborda o "fenômeno da prostituição infanto/juvenil, suas conseqüências e causas no desenvolvimento físico e psicossocial de crianças e adolescentes (...). Com o aprofundamento dos estudos percebemos o importante papel dos bordéis na prostituição, bem como o fechamento dos mesmos (...).
Chegamos então ao cabaré de Maria Boa, já fechado.. Tivemos, assim, a oportunidade de conhecer um pouco da saga da Sra. Maria de Oliveira Barros, uma profissional do sexo, com grande importância na história da prostituição de adultos, ou ainda,
tradicional; das histórias contadas a seu respeito chamou-nos atenção para sua representação social, seu "mito" e sua ligação com o imaginário masculino. Com isso, passamos a averiguar mais profundamente uma participação na sociedade da época e buscamos reconstruir parte de sua história enquanto meretriz, cafetina, e proprietária da mais famosa casa de prostituição que o RN já conheceu."
O Professor Márcio de Lima Dantas publicou2002 o texto "Retratos de silêncio de Maria Boa". "(...) Para além da atitude ética de proteger sua família, o que faz parecer um jogo com a hipocrisia da sociedade, penso que, na atitude de se manter reservada, se inscreve outro aspecto digno de ser ressaltado. Falo do mito que entorna a personagem Maria Boa, de certa maneira, criada e ritualizada por ela mesma, dimensão de fantasia para além do empírico vivenciado. (...) Astuciosamente se fez conhecer por "Maria", o antropônimo mais comum no universo feminino, genérico e pouco dado a divagações semióticas. Ironicamente é o nome da mãe de Jesus... Quem não tinha conhecimento no Estado de uma proprietária de um requintado lupanar, e que se chamava Maria, a Boa. O mito, da constituição do éter, era aspirado por todos, preenchendo necessidades, ocupando lugares no espírito, imprimindo fantasias nos adolescentes, despertando em jovens mulheres às aventuras da carne, engendrando adultérios imaginários. Integrava, assim, o patrimônio individual e coletivo. (...)"
Eliade Pimentel, no artigo "E o carnaval ficou na memória" destaca a presença de Maria Barros nos carnavais de Natal: Lá pela década de 50, os desfiles passaram a acontecer na avenida Deodoro da Fonseca. Maria Boa desfilava com Antônio Farache em carros conversíveis, "
Em 2003 o cantor Valdick Soriano, quando entrevistado por Everaldo Lopes, registrou que quando esteve em Natal, pela primeira vez, cantou até para as meninas de "Maria Boa".
Maria Barros é história. Mesmo sendo paraibana é a Primeira Dama(ou anti-Dama) de Natal. Impera nas lembranças dos seus contemporâneos e se faz presentes nos prostíbulos que ainda resistem nas periferias da cidade ou travestidos de casas de "drinks" nos bairros mais nobres. Ela é citada no filme For All - O Trampolim da Vitória(vencedor do Festival de Gramado em 1997) de Luiz Carlos Lacerda e Buza Ferraz. O filme retrata a cidade do Natal em 1943 quando a base americana de Parnamirim
Field, a maior fora dos Estados Unidos, recebe 15 mil soldados, que vão se juntar aos 40 mil habitantes da cidade.
Para a população local a guerra possuiu vários significados. A chegada dos militares americanos alimentou fantasias de progresso material, romance e, também o fascínio pelo cinema de Hollywood. Em meio aos constantes blecautes do treinamento antibombardeio, dos famosos bailes da base aos domingos, dos cigarros americanos, da Coca-Cola e do vestuário estavam os sonhos natalenses. Sem questionamentos, "Maria Boa" foi uma das principais atrizes no elenco desse belicoso teatro.
A Primeira Dama Maria Boa...
José Correia Torres Neto


Escrito por mnegocio às 08h14
[] [envie esta mensagem
] []





2014,segunda-feira,23,junho    lua minguante
 
Dia Internacional das Aldeias SOS
"Fico feliz em participar de um projeto tão sério. Todos nós podemos. Junte-se a nós." Diego, jogador de futebol, embaixador SOS
A família como base do desenvolvimento humano é a idéia em que se ergueu a Aldeia SOS, surgida na Áustria, em 1949, pelas mãos do educador Hermann Gmeiner. Após anos de pesquisas, Gmeiner concluiu que o ambiente familiar é essencial à formação de crianças e jovens. Graças a essa iniciativa, as Aldeias Infantis SOS atuam hoje em 131 países, oferecendo a oportunidade de um futuro melhor a milhares de crianças e jovens.
Desde 1967, a Associação das Aldeias Infantis SOS Brasil - que se sustentam de única e exclusivamente de doações - mantém vivo o ideal de Gmeiner, reconstituindo lares de crianças que, por qualquer motivo, não puderam estar com as famílias naturais. No Brasil, são, atualmente, 15 Aldeias, espalhadas em dez Estados da Federação, atendendo quatro mil crianças e jovens, dentro dos projetos Casas Lares (Aldeias) - cada uma com uma mãe social, para cuidar de cada núcleo, que comporta cerca de oito crianças por casa - Escolas, Casas Transitórias, Casas de Jovens, Centro de Capacitação de Jovens, Centros Culturais e Centros de Educação Infantil (creches). Na Bahia, as Aldeias SOS existem há três anos e atendem cerca de 200 crianças.
Aqui é uma casa abençoada, diz a dona-de-casa Lenita Santos, 19 anos, sobre a creche Centro Integral de Educação Infantil Hermann Gmeiner, um dos projetos desenvolvidos pela Associação das Aldeias Infantis SOS Brasil, que já transformou a vida dessa mulher e de boa parte da comunidade de Lauro de Freitas. Agora, eu já tenho onde deixar meus filhos, relata a mãe, olhos brilhando, ladeada por dois dos três filhos.
Extra oficialmente, entretanto, já funciona desde junho de 2001, visando atender à demanda dessa comunidade, como explica Cid Douglas Azevedo, subgerente da entidade. Assistindo 79 garotos e garotas de Lauro de Freitas e 18 das pertencentes às Aldeias SOS, a casa tem capacidade para receber 120 crianças, sob o método de educar para o crescimento de um sujeito reconhecedor da própria identidade e interativo no mundo, segundo a elogiada diretora da instituição, a pedagoga Nildete Costa. A filosofia da creche é prestar um serviço de qualidade a quem precisa, explica. Não só assistencialista, mas que promova uma abertura, para que a criança manifeste seu jeito de viver e, a partir daí, incorpore outros conceitos, comenta. Tanto Nildete quanto a coordenadora pedagógica do lugar, Rosângela Gouvêa - que desenvolve um trabalho voluntário -, afirmam que nestes três meses (apenas) de funcionamento do centro integral de educação, a melhora na sociabilidade e na qualidade de vida das crianças se deu a olhos vistos.
Para quem está de fora, sem acompanhar nosso processo, ver os meninos chegarem, tão amorosamente, cumprimentar os demais, esperar a sua vez, lavar as mãos..., acha isto muito normal, não vê nenhum resultado, pontua Rosângela. Mas, para nós, que trabalhamos no dia-a-dia com essas crianças, sabemos que suas condições de vida nem sempre são as mínimas exigidas e que até o prédio da creche, para eles, é novo e diferente. Notamos, sim, uma verdadeira mudança na questão dos referenciais, na integração social, na cooperação, no amor.
O reconhecimento também veio antes da inauguração oficial. Minha filha acorda fora de hora, no meio da madrugada, para ir para a creche, conta Ivan Rodrigues, 27 anos, pai de dois filhos, entre eles, a menina Késsia, matriculada no Centro Integral de Educação Infantil Hermann Gmeiner. Desempregado - a mulher dele trabalha de ganho em casas de família -, não pára de enfatizar as boas condições da casa para a criação da filha, tais como nutricionista, enfermeira, orientadora pedagógica... Esta creche caiu do céu na hora certa, diz ele, que, agora, tem mais tempo para arranjar um bico, desobrigado da tarefa de cuidar de Késsia durante o dia. Eu não tinha com quem deixar meus dois filhos pequenos, diz Regina Bispo, 39 anos, mãe de quatro filhos. Mas, agora, me sinto bem, porque eles são bem tratados, gostam da comida e das tias daqui, simplifica.
Endêreços das Aldeias
Dia Universal Olímpico(Dia do Atleta Olímpico)
1894 - Dia da fundação do COI(Comitê Olímpico Internacional) na França, por iniciativa do barão Pierre de Coubertin, apoiado por representantes de 13 países, a partir do qual seriam retomadas as Olimpíadas, donde teriam início em 1896 os "Jogos Olímpicos da Era Moderna" realizados inicialmente em Atenas na Grécia
Olympic rings without rims.svg
Instituído pelo "Olympic Movement" em memória à data de 23/06/1894, quando houve a fundação do COI [Comitê Olímpico Internacional])
Desde 1948, em 23 de junho celebra-se no mundo todo o Dia Olímpico, comemorando a fundação do Comitê Olímpico Internacional (COI) pelo Barão Pierre de Coubertin no ano de 1894, em Paris, França - acontecimento que marcou o renascimento dos Jogos Olímpicos da Era Moderna.
No Brasil, a partir da Lei Pelé, o dia 23 de junho celebra ainda o Dia Nacional do Esporte.
Anualmente, por ocasião da passagem do Dia Olímpico, quase todos os 200 Comitês Olímpicos Nacionais promovem a Corrida do Dia Olímpico - Olympic Day Run. E a Semana Olímpica nada mais é do que um prolongamento das festividades comemorativas em torno desse dia.
Desde 1987, a Corrida do Dia Olímpico, que busca difundir o Movimento Olímpico em todo o mundo, reúne milhares de homens, mulheres, jovens e crianças de diversas culturas e classes sociais, irmanados pelo ideal olímpico - que busca utilizar o esporte como fator de socialização, contribuindo assim para a formação de uma sociedade pacífica e comprometida com a preservação dos valores éticos e morais que dignificam o ser humano.
Objetivando a maior divulgação do Movimento Olímpico no país, o Comitê Olímpico Brasileiro (COB), desde 1998, promove a realização da Semana Olímpica, evento que compreende diversas manifestações de caráter cultural, educacional e esportivo.
Reunindo características importantes para atração da comunidade e da mídia, o evento está inserido no calendário de atividades comemorativas do COI e do COB, proporcionando assim repercussão em âmbito nacional e internacional.
Fonte: Comitê Olímpico Brasileiro
Dia Nacional do Desporto
Dia das Nações Unidas para o Serviço Público
(instituído pela ONU [Organização das nações Unidas] que premia as realizações e contribuições mais criativas e em instituições de serviço público, por uma gestão pública mais efetiva e ágil nos países de todo o mundo);
Dia do Lavrador
Dia Nacional do Agente Marítimo
LEI Nº 11.791 de 02/10/2008


Escrito por mnegocio às 08h26
[] [envie esta mensagem
] []





Data
2004 - Surgia o site de relacionamentos sociais Orkut.
Orkut
Aniversariantes

1907 - Dercy Gonçalves, atriz brasileira, humor e ousadia dos cabarés à tevê.

1937 - Elza Soares, cantora brasileira, com a voz rouca e o ritmo sincopado dos sambistas de morro.

1940 - Sérgio Reis, cantor brasileiro de música sertaneja.

1972 - Zinedine Zidane, jogador de futebol frances.

1978 - Sheila Mello, dançarina de axé e modelo brasileira.

1940 - Sérgio Reis, Sérgio Bavini, mais conhecido como Sérgio Reis (São Paulo, 22 de junho de 1940), é um cantor sertanejo e ator brasileiro, famoso pelo seu repertório diversificado.
Sergioreis.jpg
Vídeos
Coração de papel
Menino da porteira
Mortes
1998 - Leandro, cantor
4 Grandes Sucessos de Leandro e Leonardo
1998 - Maureen O'Sullivan, atriz norte-americana nascida na Irlanda e famosa pela interpretação da personagem "Jane" em "Tarzan", que foi a mãe da também atriz norte-americana, Mia Farrow.
Fitxategi:Maureen O'Sullivan in Woman Wanted trailer.jpg


Escrito por mnegocio às 07h54
[] [envie esta mensagem
] []





2014,domingo,22,junho   lua minguante
Dia do Aeroviário
Agente de Serviço ao Passageiro - Profissional de linha de frente, sendo o cartão de visita da companhia aérea. Atua em aeroportos nos serviços de check-in, embarque e desembarque de passageiros, serviço de atendimento especial a passageiro vip ou que requeira atenção especial (menores desacompanhados, idosos, gestantes, etc), setor de bagagens etc. www.angelfire.com/ca5/cursodeaviacao/page2.html
Oswald Heinrich Muller (último a direita da foto) foi o primeiro aeroviário do Sindicato Condor Ltda
Homenagem ao aeroviário pioneiro:
Profissional de linha de frente, atua nas lojas de passagens ou nos balcões dos aeroportos das companhias aéreas, atua nos serviços de reservas, informações, cálculo de tarifas aéreas, multas, excesso de bagagem e emissão de passagens aéreas nacionais e internacionais.
Agente de Carga Aérea - Profissional de linha de frente que atua nas lojas de cargas ou terminais de carga aérea nos aeroportos, no atendimento a clientes ou em área operacional. Está apto a cálculos de tarifas e emissão de conhecimentos aéreos nacionais e internacionais, assim como conhecimento da documentação, da embalagem e do manuseio no despacho da carga aérea.
Agente Load Control - Profissional que atua na área operacional dos aeroportos. Sua função é de extrema importância. Efetua o balanceamento das aeronaves, ou seja, distribui adequadamente o peso da carga, do correio, do material da companhia, das bagagens dos passageiros, de forma que a aeronave possa efetuar um vôo sem problemas, obedecendo os limites operacionais de peso para cada tipo de aeronave, através de cálculos e distribuição de peso nos porões das aeronaves.
Agente Operacional de Rampa - Profissional que atua em área operacional nos aeroportos, tendo conhecimentos técnicos de carregamento de aeronaves (granel e paletizado), paletização e manuseio de ULDs. Coordena os equipamentos e auxiliares de rampa no carregamento e descarregamento da carga, do correio, do material da companhia e das bagagens dos passageiros das aeronaves junto ao setor de rampa.
Algumas vantagens de ser Aeroviário:
· Trabalho em local privilegiado;
· Jornada de trabalho de 6 horas;
· Passagens aéreas grátis ou com preço reduzido para viagens no Brasil e no exterior ;
· Descontos em hotéis no Brasil e no exterior ;
· Oportunidade de ampliar seu conhecimento cultural, conhecendo pessoas de cidades, culturas e tradições diferentes.


Escrito por mnegocio às 07h46
[] [envie esta mensagem
] []





Dia do Orquidófilo
orquídeas
Flores de Orchis militaris, espécie tipo de Orchidaceae
Profissional da área de agricultura e florismo que, obviamente, cultiva as raras orquídeas.
orquídeas
Sebastião Vieira – descobridor da C. leopoldii trilabelo “Anita Garibaldi” e uma das plantas homenageada com seu nome
A origem da palavra orquidofilia vem do grego orchidos + filein, que significa apreciar orquídeas.
No Brasil, os primeiros "cultivadores" de orquídeas foram as tribos indígenas.
Gostavam tanto da plantinha que faziam rituais com orquídeas e acreditavam em poderes mágicos e medicinais.
Além, é claro, de fazer uso da flor para cosméticos e enfeites.
O Brasil é um dos maiores santuários mundiais de orquídeas, devido à condição climática do país. Possui um grande mercado interno e o baixo custo da produção de flores.
O Rio de Janeiro também demonstra abundante interesse pelas orquídeas, tendo o Jardim Botânico como exemplo.
Conheça alguns orquidófilos de destaque:
Barbosa Rodrigues foi um orquidófilo e também diretor do Jardim Botânico, do Rio de Janeiro. Ele era botânico e artista plástico.
Guido Pabst publicou diversos trabalhos, em forma de pequenos artigos para a Revista "Orquídea".
Augusto Ruschi é autor de diversas obras sobre Botânica, Zoologia e Ecologia, tendo publicado 500 trabalhos científicos. Também foi professor titular do Museu Nacional da UFRJ.
www2.portoalegre.rs.gov.br
Flores de Orchis militarisA espécie tipo de Orchidaceae.
Orquídeas são todas as plantas que compõem a família Orchidaceae, pertencente à ordem Asparagales, uma das maiores famílias de plantas existentes. Apresentam muitíssimas e variadas formas, cores e tamanhos e existem em todos os continentes, exceto na Antártida, predominando nas áreas tropicais. Majoritariamente epífitas, as orquídeas crescem sobre as árvores, usando-as somente como apoio para buscar luz; não são plantas parasitas, nutrindo-se apenas de material em decomposição que cai das árvores e acumula-se ao emaranhar-se em suas raízes. Elas encontram muitas formas de reprodução: na natureza, principalmente pela dispersão das sementes mas em cultivo pela divisão de touceiras, semeadura in-vitro ou meristemagem.
a-orquidea-poesia.jpg
Aniversariantes
1936 - Hermeto Pascoal(Lagoa da Canoa, 22 de junho de 1936) é um compositor arranjador e multi-instrumentista brasileiro (toca acordeão, flauta, piano, saxofone, trompete, bombardino, escaleta, violão e diversos outros instrumentos musicais), o "Bruxo", o mago da MPB.
Hermeto Pascoal 2.jpg
Vídeo
São Jorge((Cacau, Itiberê, Zabelê, Jovino, Pernambuco e Nenê)
1953 - Cindy Lauper, nome artístico de Cynthia Ann Stephanie Lauper Thornton (Nova Iorque, 22 de junho de 1953), é uma cantora, compositora e atriz estadunidense vencedora do Grammy e Emmy.
Vídeos
Girls Just Want To Have Fun
USA for Africa - We Are The World (w/M.Jackson) com participação de Cindy Lauper
Morte
Fred Astaire
Fred Astaire nasceu em Omaha, Nebraska em 10 de Maio de 1899 – Los Angeles e morreu na Califórnia, 22 de Junho de 1987, foi um ator e dançarino.
Nascido com o nome de "Frederick Austerlitz", fez sua primeira apresentação no palco aos cinco anos com a irmã Adele, que o acompanhava em revistas musicais nos anos 20, em Londres. Estreou no cinema em 1915, fazendo uma pequena ponta e em 1933 apareceu ao lado de Joan Crawford em Dancing lady. Nesse mesmo ano atuou no primeiro de uma série de dez filmes ao lado de Ginger Rogers. Os dois formavam uma parceria impecável (Ele dava classe a ela, ela dava sex-appeal a ele, explicou certa vez um diretor de estúdio). Hollywood tinha razão ao lhe conferir um Oscar especial em 1949, por sua contribuição à técnica dos musicais no cinema. Ginger Rogers, claro, foi quem lhe entregou o prêmio.
Fred e Adele Astaire em 1921.
Fred e Adele Astaire em 1921
Em 1933 casou-se com Phyllis Potter, que morreu em 1954 com quem teve dois filhos, Fred e Ava. Ele deixou de ser dançarino em 1968 para passar a interpretar papéis dramáticos. Fora dos estúdios não gostava de dançar e dizia que as danças de salão o entediavam. Grande fã de corrida de cavalos ele voltou a se casar em 1980 com a jóquei Robbin Smith, 35 anos mais nova que ele.
Fred Astaire é citado na música Take You on a Cruise, do grupo de rock alternativo americano Interpol e no título da música "Quando Fui Fred Astaire" do cantor brasileiro, Jay Vaquer.
O arquiteto americano Frank O. Gehry projetou um edifício em Praga, República Tcheca, em homenagem ao casal Fred & Ginger. O edifício toma a forma do casal e parece mostrá-los em plena dança.
Vídeos
Famous Ceiling Dance
Say It With Firecrackers


Escrito por mnegocio às 07h36
[] [envie esta mensagem
] []



 
  [ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]